A Google está prestes a lançar a sua nova geração de smartphones, o Pixel, agendado para mais logo ao final da tarde. A gigante tecnológica já confirmou que o seu smartphone vai ter uma versão especial do Android 12, com experiências e funcionalidades exclusivas, mas que apenas deve chegar nas próximas semanas, disse fonte da empresa ao Android Central. E essa data pode ser no dia 27 de outubro, no evento Android Dev Summit, onde se espera mais informações sobre o sistema operativo.

Olhando para os anos anteriores, a Google manteve uma consistência de lançamentos entre agosto e inícios de setembro. Mas esta nova versão, por ser a mais ambiciosa e com cada vez mais formatos de equipamentos (como as telas dobráveis), a Google poderá necessitar de mais tempo para o refinar.

Novo design e personalização individual

A Google acredita que o novo Android 12 seja a sua maior mudança de design da história do sistema operativo. Até porque algumas das funcionalidades de base já foram reveladas em eventos, como a Oppo que há dias revelou o ColorOS 12, prometendo estar pronto no mesmo dia que o sistema principal. As funcionalidades de personalização parecem a base da experiência do novo SO, assim como maior facilidade de o utilizar. Em um evento de maio, a Google confirmou o sistema Material You, alargado ao Android, que uma vez definida um wallpaper para a tela, todo o sistema de cores adapta-se, incluindo menus e funcionalidades.

A empresa promete um design mais dinâmico, começando na tela de bloqueio, com a iluminação em sintonia com a hora. As notificações são mais intuitivas e foram introduzidas novas funcionalidades no menu rápido, incluindo o botão de pagamentos. O acesso ao assistente inteligente foi também facilitado, tornando ainda mais rápido o acesso às apps.

Veja na galeria os primeiros smartphones que vão receber o Android 12

Outras marcas também já estão a introduzir algumas ferramentas na sua versão em forma de beta. A Samsung lançou a beta do One UI 4 em setembro, nos equipamentos Galaxy S21 e a segunda beta no início de outubro com bugs corrigidos. A Xiaomi também já lançou a beta do MIUI 12.5 Android 12 na China, para os equipamentos Mi 11, prevendo-se o lançamento final entre finais de dezembro e janeiro de 2022. A Realme vai lançar o seu UI 3.0 em acesso antecipado ainda neste mês de outubro em alguns equipamentos da marca.

Integração com o automóvel

O Android 12 vai ainda permitir abrir fechar as portas dos carros através de NFC, sem interação, de forma automaticamente. Uma funcionalidade que vai chegar aos smartphones Pixel e Samsung Galaxy em parceria com a BMW.

E por falar em automóveis, App Android Auto for Phone Screens vai ser encerrado com o Android 12. A aplicação era utilizada sobretudo em situações em que os automóveis mais antigos não têm tela de navegação ou sistema de infontainment, assim como ligação USB para ligar aos smartphones.

Os smartphones substituem a experiência Android Auto dos automóveis diretamente da sua tela, permitindo fazer chamadas, aceder a apps como o Spotify e navegadores, sem usar as mãos. Com a chegada do Android 12, quem desejar manter esse tipo de experiência no ecossistema Android Auto, terá de o fazer através do modo de condução do Google Assistant, também disponível no Google Maps.

Privacidade e notificações

A autorrotação entre o modo retrato e paisagem do smartphone é agora mais rápido. A Google disse que o smartphone utiliza a sua câmara selfie para detectar o ângulo da face do utilizador em relação ao smartphone, referindo que é 25% mais rápido do que o uso do giroscópio. Será mais fácil também utilizar apenas uma mão para navegar nas telas dos smartphones com Android 12 e há novos widgets a caminho, embora não se saiba se as respetivas funcionalidades se fiquem apenas pelos smartphones pixel.

No que diz respeito à segurança e privacidade, tem agora um novo dashboard com a utilização das apps, assim como um sinal no canto superior direito da tela que acende sempre que uma app acede à câmara fotográfica ou microfone, por exemplo. Funcionalidade que a Oppo puxou para a sua versão do sistema operativo. Nessa nova dashboard de privacidade, os utilizadores vão saber rapidamente quais as apps que acederam à câmara, ao microfone ou à localização nas últimas 24 horas.

Veja imagens do Android 12:

Também já se sabia pelo ColorOS 12 que passa a ser possível desligar a câmara ou microfone no próprio painel de notificações, funcionando em todo o sistema. Isso significa que mesmo que se dê autorização a uma app para usar a câmara, a prioridade vai para o seu estado na barra de notificações.

Importante é destacar a possibilidade de os utilizadores definirem uma área de proximidade no acesso às localizações pelas apps, sem a necessidade de introduzir moradas específicas. A privacidade tem sido algo muito trabalhado pela gigante tecnológica, oferecendo mais controlo e transparência dos cookies. Os dados recolhidos por certas aplicações vão permanecer nas mesmas e não serão partilhados com terceiros ou enviada para outros lados.

Também já se sabe que o painel de notificações foi redesenhado para incluir etiquetas com textos maiores. Esse aspecto vai melhorar as traduções para certas línguas, prometendo maior inclusão de utilizadores. Vai ser incluído o Google Pay, permitindo aceder rapidamente aos cartões guardados, assim como um novo centro de controlo de equipamentos que vai substituir o smart home da atual versão de Android.

Android 12 no gaming

Coincidindo com o lançamento do Windows 11, já se sabe na integração do Android no sistema operativo da Microsoft. No entanto, no que diz respeito ao ecossistema Android, propriamente dito, a Google pretende melhorar a sua API, assim como o kit de desenvolvimento para jogos. O primeiro destaque vai para o comportamento dos jogos mediante as escolhas e necessidades de alternar entre o modo “poupança de bateria” e o formato de “performance”.

As definições dos jogos alteram-se automaticamente de acordo. Foram também introduzidas ferramentas para mitigar os bots e outras apps de batotas. E também vão ser fornecidas ferramentas para melhor comprimir os ficheiros dos jogos e dessa forma reduzir o tamanho e o tempo de download.

Estas novidades podem indicar um desejo de criar jogos mais ambiciosos para o ambiente Android. Uma das novidades é a possibilidade de os utilizadores jogarem enquanto fazem o download do jogo, uma medida utilizada sobretudo no PC em títulos bem mais pesados. Mas também é uma forma de compensar utilizadores com ligações mais lentas, garantindo algum entretenimento enquanto esperam que acabe de “sacar”.

A pensar também nos criadores de conteúdo, o Android 12 inclui agora uma dashboard para jogos, repleto de ferramentas, tais como captura de imagens, gravação de vídeo de gameplay, assim como integração direta às transmissões de streaming no YouTube. Os utilizadores podem manter um olho no framerate do jogo e até ativar um modo “Não Incomodar”. O novo Android vai ainda explorar melhor os motores e sensores hápticos dos smartphones, adaptados aos diferentes jogos para oferecer maior imersão aos jogadores.

Para quem gosta de emojis, vai ser possível aceder a centenas das famosas figuras que demonstram o estado de espírito dos jogadores, com um novo design. A reformulação de muitos emojis tiveram como objetivo introduzir maior inclusão dos utilizadores.

No caso de querer partilhar a sua rede de internet, a funcionalidade Nearby Share torna o smartphone num ponto de acesso para que outros utilizadores se possam conectar.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.