Como explica a empresa na nota divulgada sobre o assunto, a computação é apenas uma das áreas das tecnologias quânticas. É aquela que tem merecido maior volume de investimento até agora, mas o seu potencial só poderá ser verdadeiramente explorado, através de redes quânticas. É precisamente aí que vai centrar-se o trabalho de investigação de um novo centro anunciado pela Amazon.

O AWS Center for Quantum Networking vai estudar o potencial e a forma de ligação entre computadores quânticos, como forma de alcançar ganhos ainda maiores não só de capacidade, mas também a outros níveis, como a segurança.

"Para desbloquear todo o potencial dos dispositivos quânticos, é preciso ligá-los a uma rede quântica, da mesma forma que os dispositivos atuais estão ligados à internet", explica a empresa na nota divulgada.

"Apesar de não receberem o mesmo nível de atenção que os computadores quânticos, as redes quânticas têm aplicações potenciais fascinantes. Uma delas é permitir comunicações globais protegidas pela distribuição de chaves quânticas, com níveis de privacidade e segurança não alcançáveis recorrendo a técnicas convencionais de encriptação”. Na mesma nota refere-se ainda que as redes quânticas vão também suportar “servidores quânticos poderosos e seguros, ligando e amplificando as capacidades dos processadores quânticos individuais".

As redes quânticas vão aproveitar tecnologias já usadas nas comunicações óticas modernas, como lasers ou fibra. “No entanto, em vez de fortes feixes de laser, as redes quânticas requerem fotões únicos, para ligar dispositivos quânticos em conjunto”. O trabalho dos cientistas vai centrar-se em ultrapassar as limitações que o processo ainda revela, no que se refere, por exemplo, ao alcance da rede ou na interface com os dispositivos quânticos já existentes.

Esta não é uma área de investimento nova para a Amazon, que nos últimos anos tem apostado em vários projetos no domínio da computação quântica. Numa vertente mais comercial, destaque para o Amazon Braket, que agrega ferramentas para projetos que beneficiam em tirar partido destas tecnologias.

A dona da plataforma de serviços cloud para infraestruturas TI, AWS, tinha também já outros dois centros de investigação dedicados a estas tecnologias: o AWS Center for Quantum Computing, na Califórnia e o Amazon Quantum Solutions Lab, criado para ajudar as empresas a prepararem-se para a era da computação quântica.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.