A Google está a comemorar 15 anos da funcionalidade Street View, uma funcionalidade do Google Maps que permite navegar a 360 graus pelas ruas das cidades. Feito um balanço do mapeamento, a gigante tecnológica diz que existem atualmente 220 mil milhões de imagens que alimentam o Street View espalhados por 100 países e territórios.

A empresa diz que este marco não garante apenas a possibilidade de os utilizadores navegarem virtualmente pelos mapas diretamente do computador ou smartphone, como também é feita uma atualização permanente da informação sobre o mundo. E dessa forma a empresa diz que continua a criar um mapa mais imersivo e intuitivo.

Veja na galeria imagens do Street View:

Para assinalar o aniversário, a Google anunciou que a aplicação conta com uma nova câmara de visão, permitindo aos utilizadores explorar os locais de forma cronológica. A partir de hoje, seja nos equipamentos iOS como Android, os utilizadores podem aceder a outras datas dos locais que estão a visitar virtualmente no Street View.

Para tal, basta tocar em qualquer parte de uma fotografia para obter a informação da localização. Depois basta escolher a opção “Ver mais datas” e aceder ao histórico de imagens que a Google publicou desse local, começando em 2007, quando foi lançado o Street View. Em certos locais, 15 anos podem significar muitas mudanças e os utilizadores passam a aceder a essa informação nos smartphones.

Outra novidade, de um ponto de vista mais técnico, é que a Google revelou uma nova câmara de mapeamento, oferecendo aos seus parceiros e colaboradores uma ferramenta mais poderosa e versátil. A câmara, que será lançada no próximo ano, permite recolher imagens de alta qualidade, com resoluções e capacidades de processamento semelhante às atuais instaladas nos automóveis que fazem o mapeamento. A diferença é que este modelo será "ultraportátil", e segundo a Google, terá o tamanho de um gato doméstico. O objetivo é que os colaboradores captem imagens em ilhas remotas, no topo das montanhas ou no interior da selva Amazónia, por exemplo.

Google Street View câmara

A câmara pesa menos de 7 kilos e dessa forma pode ser enviada para os seus parceiros em qualquer parte do mundo. A câmara é totalmente modular, compatível com componentes como os scanners de laser LiDAR. Os utilizadores podem usar os acessórios sempre que necessitam dos mesmos. Além disso, a câmara é agora compatível com qualquer suporte de tejadilho dos automóveis e ser operada diretamente do smartphone.

Deixa de ser necessário criar configurações especificas de veículos para o trabalho de mapeamento. A Google pretende assim que seja mais fácil a recolha de imagens, garantindo maior flexibilidade aos seus parceiros, assim como o uso de soluções mais sustentáveis, tais como veículos elétricos, no processo de mapeamento.

Ainda no que diz respeito ao Street View, a Google diz que a sua tecnologia utiliza inteligência artificial para ajudar a manter os mapas sempre atualizados. A sua tecnologia permite adicionar novos negócios que acabaram de abrir, alterações de horários de restaurantes e outros locais de interesse ou mesmo eventuais atualizações do limite de velocidade das estradas. “Nos últimos três anos, a IA ajudou-nos a fazer cerca de 25 mil milhões de atualizações ao Mapas, para que tenham a confiança de que a informação que estão a ver é fresca e atualizada quanto possível”, refere a tecnológica.

A facilidade de navegação, tanto em interiores como exteriores, permite usar a câmara do smartphone para criar instruções em realidade aumentada para tornar as orientações mais fáceis. E no final do ano, a Google vai lançar a Visão Imersiva, que permitirá uma navegação de Street View no interior dos estabelecimentos, tal como se estivesse no local.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.