Apesar de vários estudos demonstrarem que a Covid-19 tem poupado as crianças, há cuidados a tomar, sobretudo com o aparecimento da nova estirpe do vírus SARS-CoV-2, designado Ômicron. Isto porque podem ser infectados por uma criança assintomática.

Mas, afinal, como se manifesta a nova variante nas crianças? Eis nove sintomas a que os adultos devem estar atentos, reunidos pelo jornal The Sun, a partir de dados do Serviço Nacional de Saúde britânico, do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, da aplicação móvel Zoe Covid e declarações de Angelique Coetzee, a médica sul africana que identificou a nova estirpe.

1- Febre alta;

2- Tosse persistente (durante mais de uma ou três horas e episódios de tosse que durem um dia);

3- Perda ou alteração do olfato e do paladar;

4- Fadiga;

5- Congestão ou pingo no nariz;

6- Dor de cabeça;

7- Dor de garganta;

8- Falta de apetite;

9- Dores no corpo.

Recorde-se que a variante Ômicron, classificada como "preocupante" pela Organização Mundial da Saúde, foi detectada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, em 24 de novembro, foram notificadas infecções em 57 países de todos os continentes, incluindo o Brasil. Esta estirpe apresenta 32 mutações (ou seja, o dobro das da variante Delta) na proteína spike, que se liga à proteína ACE2 na superfície das células.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.