Conhece alguém que durante toda a vida não tenha tido uma única espinha? Eu não. O acne é democrático, não escolhe idade (vá, só a partir da puberdade), nem gênero ou classe social. Mas, às vezes, gosta de ser mais seletivo no que ao território diz respeito. Sim, teima em aparecer em zonas específicas do rosto e dificilmente sai de lá. Para perceber o porquê da acne aparecer sempre no mesmo local, estivemos conversando com a Dra. Eugênia Matos Pires, dermatologista na Clínica CUF Alvalade e Hospital CUF Descobertas, que nos explicou tudo sobre o assunto.

Antes de mais nada,  é importante saber que a acne se caracteriza pela presença de lesões não inflamatórias - como os comedões, ou seja, pontos negros e brancos - e inflamatórias - as pápulas, pústulas ou nódulos. "A formação destes resulta na acumulação de sebo, bactérias e células no interior do folículo, que por sua vez este pode romper, induzindo inflamação, que clinicamente corresponde ao aparecimento de pápulas, pústulas e nódulos", explica a Dra. Eugênia Matos Pires. E lembre que "a predisposição genética é determinante no desenvolvimento do acne, no entanto fatores externos também podem ser relevantes", como é o caso de cremes oclusivos ou demaquilantes comedogênicos.

O acne em localizações específicas do rosto

Testa
  • Os óleos e as ceras que se utilizam para tratamento ou styling do cabelo, muitas vezes têm composição oleosa, oclusiva e comedogênica que bloqueia a unidade pilossebácea, levando ao aparecimento de comedões (pontos negros ou pontos brancos);
  • O uso de franja, capacetes, chapéus ou bonés pode favorecer a aparecimento de acne na testa. A fricção mecânica e repetida do cabelo ou dos adornos nesta localização obstrui a unidade pilossebácea (“acne mecânica”) levando a aparecimento de comedões.
Queixo
  • O acne da mulher adulta envolve preferencialmente esta localização, que se caracteriza por lesões inflamatórias e comedões. As alterações hormonais estão bem estabelecidas como causa importante do mesmo. Se caracteriza quer por aumento da produção local de androgênios ou por aumento da sensibilidade das glândulas sebáceas à ação destes, levando à estimulação da atividade das glândulas sebáceas e bloqueio da unidade pilosebácea. Esta atividade pode ser desencadeada por vários fatores, designadamente stress, tabaco, dieta desregulada, flutuações hormonais durante o ciclo menstrual, e endocrinopatias como o síndrome do ovário poliquístico, por exemplo.
Nariz
  • O nariz é uma zona muito rica em glândulas sebáceas, pelo que esta zona é muito suscetível ao aparecimento de comedões abertos (pontos negros).
Bochechas
  • A utilização do celular tem sido proposta como um fator para o aparecimento de acne nesta localização, tendo em conta as seguintes características: os celulares emitem luz visível de onda curta que pode estimular a proliferação de bactérias; as telas tácteis contêm bactérias na sua superfície que entram em contato com a pele; os celulares promovem a dissipação de calor e fricção que contribuem para a oclusão da unidade pilossebácea.

Porque aparece nestes pontos específicos e não se espalha pelo resto do rosto?

A maior ou menor disseminação das lesões nas diferentes áreas anatômicas da face resulta de uma complexa interação entre fatores genéticos e exôgenos.

Como tratar o acne de uma vez por todas?

"O primeiro passo no tratamento do acne será a revisão todos os produtos, incluindo agente de limpeza e cremes, utilizados no cuidado diário do rosto, e avaliar se são adequados, isto é não comedogênicos", aconselha a médica dermatologista, Dra. Eugênia Matos Pires. E dá-nos ainda outras dicas preciosas a ter em atenção:

  • Optar por produtos não comedogênicos para o cabelo e ter atenção ao seu modo de aplicação, evitando o contato com a face;
  • Evitar o uso de adornos no cabelo e a franja que possa estar relacionada com acne da testa;
  • Limpar frequente o celular;
  • Manter as mãos afastadas do rosto o mais possível;
  • Privilegiar um estilo de vida saudável;
  • Nos casos mais graves ou recalcitrantes pode ser necessário recorrer a tratamento farmacológico tópico e eventualmente sistémico.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.