As cartas de tarô (ou tarot) há muito tempo cativam a imaginação humana, fornecendo um portal para o mundo da adivinhação, da autorreflexão e do crescimento pessoal. Esta prática antiga, com raízes que remontam ao século XV, perdurou através de gerações e culturas, ocupando um lugar firme no mundo do misticismo e da autodescoberta.

Um baralho de tarô padrão consiste em 78 cartas. Essas cartas são divididas em duas categorias principais: a de Arcanos Maiores, que inclui 22 cartas que representam eventos importantes da vida e símbolos arquetípicos; e a de Arcanos Menores, que inclui 56 cartas divididas em quatro naipes ou ternos (Paus, Copas, Espadas e Ouros) com 14 cartas cada, semelhante a um baralho comum. As cartas dos Arcanos Menores geralmente se referem a situações e experiências da vida cotidiana.

Existem vários métodos e abordagens para a leitura de cartas de tarô, mas uma prática comum é embaralhar as cartas enquanto se concentra em uma pergunta ou problema. Após o embaralhamento, as cartas são sorteadas e dispostas em uma mesa. As posições das cartas e seus significados dependem da leitura em particular. Os leitores interpretam o simbolismo, as imagens e as impressões intuitivas de cada carta, levando em conta suas posições, para obter insights e pistas para a pergunta ou situação em questão. É importante explorar a intuição e desenvolver uma conexão pessoal com as cartas, tendo em mente os significados tradicionais como base para a interpretação. A leitura do tarô é uma combinação de intuição, simbolismo e compreensão do leitor sobre os significados individuais e coletivos das cartas.

Seja você um leitor experiente ou iniciante, o baralho de tarô oferece um mundo de insights e autodescobertas. Mas antes você pode precisar de uma introdução. Então pegue um baralho, misture as cartas e deixe a magia se desenrolar com uma ajudinha desta galeria. Clique e veja por si mesmo!

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.