Um grupo de investigadores do Clatterbridge Cancer Center, no Reino Unido, criou uma vacina contra o câncer da cabeça e pescoço, uma designação utilizada pelos médicos para agrupar um conjunto de outras doenças oncológicas presentes nesta zona, tais como o câncer da laringe e da fossas nasais e seios perinasais

O imunizante foi desenvolvido a partir do DNA de cada paciente, com recurso a tecnologia semelhante à das vacinas contra a Covid-19. Segundo os cientistas, os resultados foram "realmente esperançosos". A vacina foi aplicada como complemento ao tratamento comum para estes tumores, que são conhecidos pela alta possibilidade de reincidência.

Nenhum dos oito voluntários que participaram no estudo voltou a ter câncer, mesmo muitos meses depois de usar a vacina. No grupo de controle, que contava com outros oito participantes a quem o imunizante não foi administrado, foram registrados dois casos de reincidência.

Apesar dos resultados promissores, os cientistas consideram que o estudo tem pouca expressão.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.