Lily Allen recorreu às stories da sua página de Instagram, esta quinta-feira, para partilhar a sua história e mostrar-se contra a decisão do tribunal em reverter a lei que permitia o aborto seguro e legalizado nos EUA.

"Gostava que as pessoas parassem de partilhar exemplo e razões excepcionais para fazer abortos. A maioria das pessoas que conheço, eu inclusive, simplesmente não queria ter um filho. E isso é razão suficiente! Não temos que justificar", escreveu a artista.

Lembrando que a cantora é mãe de duas meninas, Ethel, de dez anos, e Marnie, de nove, fruto do casamento terminado com Sam Cooper.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.