Tanto Emma Stone como Craig Gillespie coincidem na análise: "Cruela" e "Joker" são filmes muito diferentes.

O novo filme da Disney revelará como Estella, uma mulher inteligente e criativa determinada a fazer vingança com o seu nome através das suas roupas nos anos 1970 em Londres, se transformará na icônica vilã e amante de casacos de peles Cruela de Vil de "Os 101 Dálmatas".

Mas mais a sério ou com o humor, o lançamento do trailer a 22 de fevereiro levou fãs nas redes sociais a compararem o tom com o do recente filme de Todd Phillips que valeu o Óscar de Melhor Ator a Joaquin Phoenix.

"É bastante diferente do 'Joker' de muitas formas", garantiu Emma Stone à revista britânica Total Film.

"Nunca me compararia nem remotamente a Joaquin Phoenix. Gostaria de ser mais parecida com ele", acrescentou a atriz, também vencedora de um Óscar por "La La Land" (2016).

O realizador de "Cruela" também explicou o que separa os filmes e o que levou às comparações.

"Há coisas muito profundas e emocionais com que a Cruela liga e que a conduzem para o lado obscuro da perversidade. Portanto, nesse sentido é [semelhante]", reconhece Craig Gillespie.

"Mas sem dúvida que vai pelo seu próprio caminho. Achei que era importante este lado negro da Cruela para a enquadrar. Mas vai haver muita diversão, bastante humor no filme. Há muitas coisas engraçadas e muito ritmo, até ao seu estilo, que é muito diferente de 'Joker'", completou.

Ainda com Emma Thompson, Mark Strong e Paul Walter Hauser, entre outros, "Cruela" chega a 28 de maio em simultâneo aos cinemas e ao Disney+ com um custo adicional.

VEJA O TRAILER LEGENDADO.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.