Bella Hadid falou abertamente sobre a sua saúde mental. A modelo, de 25 anos, conversou com a WSJ. Magazine, onde abordou tais questões e descreveu as sua lutas como "debilitantes".

Questionada pela publicação sobre qual o seu segredo para escolher a roupa pela manhã, a manequim explicou que não tem um estilista "há muito tempo, talvez uns dois anos". Além disso, acrescentou que "estava num lugar tão estranho mentalmente que era muito complicado para si sair de casa e escolher um look, especialmente com a ansiedade dos [paparazzi] estarem do lado de fora".

Mas, depois de aprender a lidar com a ansiedade e outras dificuldades relacionadas com a sua saúde mental, Bella Hadid diz que abraçou o seu estilo e começou a vestir-se de uma maneira que a deixa feliz.

"No ano passado, foi muito importante para mim aprender que, mesmo que as pessoas falem sobre o meu estilo, gostem ou não, não importa, porque é o meu estilo", destacou. "Quando saio de casa de manhã, o que penso é: isto deixa-me feliz? Sinto-me bem com isto e sinto-me confortável?'", partilhou.

Durante a entrevista, a modelo abordou ainda uma publicação que fez no Instagram em novembro do ano passado, onde se mostrava a chorar.

"Eu tinha episódios realmente depressivos, e a minha mãe ou o meu médico perguntavam-me como é que eu estava e, em vez de responder com uma mensagem de texto, apenas mandava uma fotografia", lembrou. "Era o mais fácil para mim na altura, porque nunca fui capaz de explicar como é que me estava a sentir", confessou.

"Estava apenas com dores mentais e físicas excruciantes e debilitantes, e não sabia a razão. Isto foi nos últimos três anos", contou. "[Quando fiz a publicação] foi para ter a certeza que qualquer pessoa que estivesse a sentir-se assim soubesse que não havia problema em sentir-se assim", acrescentou.

"Mesmo que no Instagram as coisas pareçam tão bonitas, no final do dia somos todos feitos do mesmo tecido. Senti que era bom para mim poder dizer a minha verdade e em algum momento eu não era capaz de publicar mais fotos bonitas", continuou.

Bella Hadid foi também questionada sobre o seu atual estado de saúde mental e a modelo realçou que está melhor. No entanto, explicou que entende que tem que lidar com as suas lutas no dia-a-dia.

"Tenho dias bons. Hoje é um dia bom. O meu nevoeiro cerebral está melhor, não me sinto deprimida. Não tenho tanta ansiedade quanto costumo ter. Mas amanhã posso acordar e ser o oposto. É por isso que fico tão sobrecarregada", desabafou.

A modelo não deixou de partilhar que se sentiu "menos solitária" a partir do momento em que recebeu vários relatos de pessoas que confessaram que "também se sentiam assim".

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.