O avião em que viajava Marília Mendonça, no último dia 5 de novembro, caiu quando faltava apenas um minuto para aterrar. Esta é uma das conclusões apuradas sobre o acidente que roubou a vida à cantora brasileira e a mais quatro ocupantes que seguiam na aeronave.

As informações foram reveladas esta quinta-feira, 25 de novembro, durante uma conferência de imprensa, onde esteve presente o agente de autoridade e o médico legista que ficaram encarregues do caso.

“Falamos com um piloto que estava 20 minutos atrás da aeronave que levava a cantora. Esse piloto contou-nos que conversou com o piloto do avião que se acidentou e que este não fez qualquer reclamação ou comentário que indicassem que havia algum problema", revelou-se na conferência, conforme evidencia o jornal Estado de Minas Gerais.

O agente de autoridade notou que o piloto disse ainda ao colega que vinha atrás, através do rádio, o seguinte: "Estou na perna do vento da O2". Tal significa que o avião já estava em processo de aterragem, a "aproximadamente 1min30 da pista".

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.