O Dow Jones subiu 1,82% a 34.639,79 pontos; o índice tecnológico Nasdaq, 0,83% a 15.381,31 unidades, e o S&P 500, 1,42% a 4.577,34.

Todos os setores fecharam no azul, particularmente a indústria e as finanças.

O anúncio da segunda-feira do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, sobre uma possível normalização mais rápida do que o esperado da política monetária, faz prever um aumento das taxas, o que permitiria aos bancos recuperar margens de lucro.

A indústria foi impulsionada pelo setor aéreo, em particular pela Boeing (+7,54% a 202,38 dólares), após o anúncio dos reguladores chineses de que seu 737 MAX será autorizado a voar em breve na China.

Os dois setores representam mais de 20% do Dow Jones.

"Não demorou demais para os investidores voltarem às compras a um bom preço", comentou em nota Edward Moya, analista da Oanda.

Como sinal de que o mercado se prepara cada vez mais para pelo menos uma alta das taxas em 2022, o rendimento dos bônus americanos a dois anos se situava perto de seu máximo desde o início da pandemia (0,65%), a 0,61%.

Afetado por boatos de uma saída da bolsa americana, a gigante do comércio eletrônico chinês Alibaba caiu, durante o dia, ao seu nível mais baixo em dois anos e meio, antes de se recuperar um pouco (-0,40%, a 122,00 dólares).

tu/vmt/mr/ag/mvv

BOEING

Alibaba

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.