O Ministério da Saúde da região de Baden-Wurtemberg, onde fica a sede do grupo alemão, confirmou nesta sexta-feira (11) ter recebido informações nesse sentido, após reunião com o ministro federal da Saúde.

A autoridade regional afirmou que a vacina não estará pronta para ser comercializada antes de agosto, devido a "complicações".

A CureVac, empresa alemã de biotecnologia fundada em 2000 pelo pioneiro do RNA Ingmar Hoerr, anunciou em seus resultados intermediários no fim de maio que uma análise "não revelou nenhum problema de segurança" com sua vacina candidata.

Até o momento, nenhum resultado de eficácia foi publicado.

Em um comunicado divulgado ontem à noite (10), a CureVac disse ainda que eram necessários "prazos suplementares" para levar em conta as variantes do vírus, as quais devem sequenciar.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.