"A Comissão Europeia proporá, em estreita coordenação com os Estados membros, ativar o freio de emergência para interromper os voos procedentes da região do sul da África devido à variante B.1.1.529", anunciou no Twitter a presidente da instituição, Ursula von der Leyen, sem revelar quantos países do sul do continente africano seriam afetados pela medida.

O Executivo europeu apresentará uma proposta aos países membros durante uma reunião prevista para esta sexta-feira.

A Alemanha já anunciou que não aceitará a entrada de viajantes procedentes da África do Sul, um dia após uma decisão similar do Reino Unido.

A Itália informou a proibição de entrada em seu território de qualquer pessoa que esteve no sul da África nos últimos 14 dias. Os países afetados pela medida são África do Sul, Lesoto, Botsuana, Zimbábue, Moçambique, Namíbia e Eswatini.

"A situação está evoluindo muito rápido, queremos ter garantias máximas para frear a expansão da variante", afirmou à AFP um porta-voz da Comissão Europeia.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.