"Estamos acompanhando com grande preocupação a atividade militar russa em torno da Ucrânia", tuitou Borrell depois de falar por telefone com o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba.

"Apoio inabalável da UE à soberania e integridade territorial da Ucrânia", acrescentou.

Borrell disse que falará com o chefe da diplomacia ucraniana e com os ministros das Relações Exteriores dos 27 países membros da UE durante uma reunião em abril.

Esta semana, a Ucrânia acusou a Rússia de concentrar tropas em suas fronteiras norte e leste e na península da Crimeia, que Moscou anexou em 2014.

O Kremlin não negou os movimentos recentes de tropas, mas insistiu que não "ameaçam ninguém".

O conflito no leste da Ucrânia deixou mais de 13.000 mortos desde 2014, de acordo com a ONU.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.