"Esta é a maior troca [de prisioneiros] desde o início da invasão russa. Entre os 144 libertados, 95 são defensores de Azovstal", anunciou no Telegram a Direção de Informações, ligada ao ministério da Defesa, sem dar outros detalhes sobre a data ou local da operação.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.