"Os Himars chegaram à Ucrânia. Obrigado ao meu colega e amigo Lloyd Austin (seu homólogo americano) por essas ferramentas poderosas", agradeceu Reznikov em mensagem no Twitter, junto com uma imagem do sistema de lançamento de foguetes móvel instalado em veículos blindados leves.

O ministro afirmou que este verão seria "o último" para alguns dos ocupantes russos, sem especificar quantos lançadores de foguetes a Ucrânia recebeu.

Os Estados Unidos anunciaram no início de junho que entregariam o sistema Himars, que tem alcance de 80 quilômetros, para a Ucrânia. Este sistema não é de longo alcance, mas tem a vantagem de ser muito preciso, superior ao arsenal russo.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, indicou que esse sistema de mísseis permitiria à Ucrânia atingir alvos-chave no campo de batalha com mais precisão, garantindo que não será usado contra o território russo.

Desde o início do conflito, o presidente americano mantém o cuidado de não entregar armas que possam colocar seu país em situação de co-beligerância. Kiev, por sua vez, pediu armas "poderosas" e "pesadas" para repelir a ofensiva russa no Donbass.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.