"Pergunte-me isso em algumas semanas a partir de agora", disse Trump a repórteres na Casa Branca quando questionado se ele mantém a confiança em Barr.

Em entrevista esta semana à agência de notícias Associated Press, Barr disse que o Departamento de Justiça não encontrou evidências de fraude eleitoral significativa na eleição presidencial vencida pelo democrata Joe Biden.

"Até o momento, não vimos fraude em uma escala que pudesse ter efetuado um resultado diferente na eleição", disse Barr.

Os comentários de Barr confirmaram as conclusões do Departamento de Segurança Interna, da inteligência dos EUA e de observadores independentes de que a eleição de 2020 foi, na linguagem dos funcionários do governo, "a mais segura da história americana".

Questionado sobre as declarações de Barr, Trump disse que ele "não fez nada".

"Ele não olhou", disse Trump. "Eles não procuraram muito, o que é uma decepção, para ser honesto com você, porque é uma fraude maciça".

Embora Trump tenha alegado repetidamente que a eleição foi marcada por fraude, ele não apresentou nenhuma evidência confiável e vários processos judiciais movidos por sua campanha foram rejeitados.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.