"A Toyota assumirá uma série de desafios para conseguir que suas fábricas sejam neutras em carbono até 2035", declarou o diretor de produção do grupo, Masamichi Okada, em uma apresentação on-line.

"Queremos conseguir fábricas ecológicas. A neutralidade do carbono nos dá a oportunidade de, fundamentalmente, replanejar a produção", acrescentou Okada.

Para conseguir atingir este objetivo, serão otimizados os processos de pintura, uma das áreas da indústria automobilística onde mais se gasta energia, ao mesmo tempo em que se ampliará o uso de técnicas alternativas, como as películas adesivas.

A Toyota é pioneira em veículos híbridos e de hidrogênio e, agora, também está desenvolvendo carros elétricos.

Outros grupos automobilísticos mundiais já estabeleceram metas de neutralidade de carbono em um futuro mais ou menos próximo.

A neutralidade de carbono, cuja definição é variável, consiste em alcançar um equilíbrio por diversos meios entre as emissões e as absorções de gases de efeito estufa de origem humana.

etb/mac/abx/pc/mis/tt

TOYOTA MOTOR

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.