Os dois países classificaram o ato como "histórico" para a região da Ásia-Pacífico, onde muitos países estão trabalhando em acordos semelhantes para impulsionar suas economias.

Cerca de cem turistas taiwaneses chegaram nesta quinta-feira de manhã ao aeroporto Taoyuán, perto de Taipei, quase cinco horas antes da saída de seu voo, para realizarem um teste de coronavírus.

Entre os passageiros deste primeiro voo se encontrava o presidente do arquipélago, Surangel Whipps, que realizará uma visita de cinco dias à ilha.

Palau, cuja economia depende do turismo, se encontra a cerca de 1.000 km ao leste das Filipinas, e é um dos poucos lugares do mundo que não registrou nenhum caso de coronavírus e também é um dos 15 países que reconhece Taiwan.

Taiwan, por sua vez, foi rapidamente afetado pela pandemia que surgiu na China. As autoridades, no entanto, foram eficazes para contê-la, com controles rígidos de fronteira, quarentenas e um amplo sistema de monitoramento de casos.

Taiwan, com uma população de 23 milhões de habitantes, registrou 1.030 casos de coronavírus e 10 mortes desde o início da pandemia.

"A abertura desta bolha para as viagens levou muito tempo e exigiu um grande esforço", declarou à imprensa o ministro da Saúde de Taiwan, Chen Shih-chung.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.