Com mais de 90% dos votos apurados, a prefeita de Paris obteve 72% do apoio dos militantes socialistas contra seu único adversário na eleição, o ex-ministro e prefeito de Le Mans (oeste) Stéphane Le Foll, anunciou à noite o primeiro secretário do PS, Olivier Faure.

A sacramentação de Hidalgo como a candidata socialista, no entanto, ocorrerá durante uma convenção em 23 de outubro em Lille (norte), o feudo de sua mentora política, Martine Aubry.

Hidalgo terá uma missão árdua pela frente. Apesar da oficialização de sua candidatura em setembro, ela não consegue superar nas pesquisas os cerca de 5% de intenção de votos no primeiro turno.

Depois de visitar uma maternidade na sexta-feira para apoiar as parteiras em sua luta por um maior reconhecimento, Hidalgo viajará para a Espanha para participar do Congresso dos Socialistas, em Valência.

Segundo as pesquisas, o atual presidente da França, o liberal Emmanuel Macron, venceria as eleições presidenciais contra um candidato da extrema direita no segundo turno: Marine Le Pen ou Éric Zemmour.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.