Afastado do poder no fim de 2019, devido a protestos que reuniram multidões no país e a críticas de Bruxelas por "atentar contra o Estado de Direito", o PSD conseguiu 30% dos votos, de acordo com os resultados publicados pela Autoridade Eleitoral.

O Partido Liberal (PNL), do premier Ludovic Orban, que as pesquisas de opinião apontavam como vencedor, conseguiu 25,5% dos votos,

O PNL, no entanto, continua sendo o favorito a formar o governo com os votos dos aliados reformistas da aliança USR-Plus, que recebeu 15%, dos votos.

Uma perspectiva antecipada pelo chefe de Estado, Klaus Iohannis, do PNL, que descartou várias vezes permitir o retorno do PSD durante seu segundo mandato, até 2024.

Apenas outros dois partidos conseguiram superar os 5% necessários para entrar no Parlamento: uma formação nacionalista próxima da Igreja Ortodoxa, AUR (9%), e o partido da minoria magiar, UDMR (6%), que já apoiou governos de centro-direita e se declarou disposto a formar uma aliança com o PNL.

"Espero a renúncia de Orban, que foi o que os romenos pediram com seu voto", declarou o líder do PSD, Marcel Ciolacu.

"Os resultados não serão conhecidos até o fim da apuração", assinalou Orban. Ele afirmou que as negociações para formar o governo irão começar rapidamente.

Mais de 18 milhões de romenos foram convocados às urnas, mas, devido ao aumento dos casos de coronavírus e ao descontentamento dos eleitores com a classe política, considerada incompetente, apenas um em cada três eleitores votou no domingo, segundo a Autoridade Eleitoral.

Corrupção, clientelismo, arrogância: as críticas dos eleitores aos partidos políticos são numerosas.

No exterior, onde os locais de votação abriram no sábado, mais de 260.000 compareceram às urnas, o dobro de 2016. Jovens em sua maioria, estes eleitores são em geral a favor da aliança USR-Plus e de seu programa que defende um saneamento da classe política.

Empurrados pela pobreza, 4 milhões de romenos emigraram nos últimos anos, principalmente para a Europa ocidental, em busca de empregos mais bem remunerados.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.