O COI declarou em fevereiro Brisbane (Austrália) como candidata preferencial para a organização dos Jogos de 2032, anunciando que haveria um "diálogo" com a candidatura daquela cidade.

O governo municipal de Seul pediu nesta quinta ao órgão olímpico que reconsiderasse a oferta das duas Coreias para sediar os Jogos daquele ano, o que foi discutido em uma cúpula entre o presidente sul-coreano Moon Jae-in e o líder norte-coreano Kim Jong Un em setembro de 2018, de acordo com Yonhap.

A candidatura conjunta Seul-Pyongyang enfatiza a construção da paz que simboliza, bem como a "combinação de tecnologia de ponta e cultura coreana", explicou a agência de notícias.

A Coreia do Norte não comentou publicamente a candidatura, que surge em um contexto de relações muito frias com seu vizinho do Sul.

Os dois países não mantém discussões oficiais há dois anos.

A Coreia do Sul sediou os Jogos Olímpicos de Verão de 1988 e os Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang em 2018.

Na última ocasião, as delegações das duas Coreias desfilaram sob uma única bandeira.

A Coreia do Norte nunca sediou um evento olímpico.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.