Segundo a agência de notícias estatal turca Anadolu, os serviços de Inteligência (MIT) deixaram Hasan Adir, conhecido como "Salih Cizre", "fora de combate", durante uma "operação específica" contra ele perto do campo de refugiados de Makhmur.

Hasan Adir era um dos líderes do PKK para a região de Makhmur, acrescentou a Anadolu.

A agência não especificou como ele foi morto, mas Ancara lançou vários bombardeios com "drones" no norte do Iraque nos últimos meses. Recentemente, o governo turco voltou sua atenção para esse acampamento.

Na semana passada, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, anunciou a morte da principal liderança local do PKK, Selman Bozkir, ou "Doutor Bozkir", em um bombardeio também com "drone" contra o campo de refugiados.

No ataque, também morreram três civis, disse um deputado curdo oriundo desse campo, estabelecido no final da década de 1990 pelas Nações Unidas para acolher os curdos da Turquia.

Ancara afirma que o PKK, oficialmente considerado um grupo "terrorista", impõe sua lei em Makhmur e ameaça encerrar sua presença no campo de refugiados, se a ONU não o fizer.

Além disso, Erdogan comparou o campo de Makhmur com os montes Qandil, na fronteira leste do Iraque, a base mais importante do PKK. Desde 1984, trava-se uma sangrenta guerrilha em território turco que já deixou mais de 40.000 mortos.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.