Esta é a primeira vez desde o início de março que a cidade de cinco milhões de habitantes, afetada por uma segunda onda de covid-19, não registra nenhum caso em 48 horas.

A partir de meia-noite, os moradores poderão voltar a visitar outras pessoas em um raio de 25 quilômetros ao redor de suas residências, anunciou o primeiro-ministro do estado Daniel Andrews.

Os restaurantes, salões de beleza e lojas poderão receber os clientes, mas as academias terão que esperar até 8 de novembro para a reabertura.

No dia 8 do próximo mês, os moradores da cidade serão autorizados a deslocamentos maiores de 25 quilômetros dentro do estado de Victoria, que tem Melbourne como capital.

A flexibilização das restrições acontece após meses de medidas drásticas, como um toque de recolher noturno, a obrigação dos habitantes de permanecer em casa e o fechamento dos estabelecimentos comerciais não essenciais.

As medidas foram adotadas em julho para conter a epidemia, que em agosto atingiu no estado mais de 700 casos diários.

As fronteiras entre Victoria e os outros estados australianos permanecem fechadas.

A Austrália, com 25 milhões de habitantes, tem um balanço de 27.500 casos desde o início da pandemia e 905 mortes provocadas pela covid-19.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.