De acordo com as etiquetas encontradas nesta sexta-feira por uma equipe da AFP em uma linha férrea perto do centro da cidade, facilmente acessível pelas ruas próximas, a maioria das principais empresas de comércio online e de correio dos Estados Unidos (Amazon, Target, UPS, Fedex etc.) são afetadas por roubos que vêm aumentando há alguns meses.

Os ladrões aproveitam quando longos comboios de trens ficam imobilizados nos trilhos para subir nos contêineres, cujas fechaduras quebram facilmente com a ajuda de um alicate. Eles então pegam o maior número possível de pacotes, deixando para trás muitos produtos difíceis de revender ou baratos demais, como testes de covid-19, móveis e medicamentos.

Desde dezembro de 2020, o operador ferroviário Union Pacific (UP) registrou um aumento de 160% nos roubos no condado de Los Angeles.

"Só em outubro de 2021, o aumento alcançou 356% em relação a outubro de 2020", disse a companhia em carta às autoridades locais enviada à AFP.

Essa explosão de saques é acompanhada por um ressurgimento de "assaltos e roubos à mão armada contra funcionários da Union Pacific", acrescenta o texto.

O fenômeno voltou a decolar com o pico de atividade ligado às compras de Natal. Segundo dados divulgados pela UP, mais de 90 contêineres foram vandalizados em média por dia no condado de Los Angeles no último trimestre de 2021.

Para deter os crimes, a Union Pacific afirma que reforçou as medidas de vigilância, como drones e sistemas de detecção, e recrutou mais policiais para proteger suas vias e comboios.

Mais de 100 pessoas foram presas nos últimos três meses de 2021 por "vandalizar" trens da UP.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.