"O Santo Padre recebeu em audiência (...) o cardeal Marcello Semeraro, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos (...) e autorizou à Congregação promulgar decretos sobre (...) as virtudes heroicas do servo de Deus Robert Schuman", disse em um comunicado O Vaticano.

Outras seis pessoas também tiveram suas virtudes heroicas ou um milagre reconhecidos, acrescentou.

A diocese francesa de Metz (nordeste), onde descansa o político francês nascido em Luxemburgo em 1886 e falecido em 1963, iniciou a beatificação há mais de trinta anos. Schuman tinha uma profunda e discreta fé católica.

O reconhecimento das virtudes heroicas antecede uma beatificação, que exige também um milagre. Depois, é preciso um segundo milagre, validado pelo Vaticano, para obter a categoria de "santo".

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.