Nathan Bedford Forrest foi um general proeminente do Exército Confederado pró-escravidão durante a Guerra Civil Americana e o primeiro "Grande Mago" da organização racista Ku Klux Klan entre 1867 e 1869.

Primeiro, um pedestal localizado sobre seu túmulo será removido em um parque em Memphis, no Tennessee, antes que seus restos mortais, junto com os de sua esposa, sejam transferidos para o novo Museu Nacional da Confederação, de acordo com o canal de notícias WMC5.

Uma estátua de Forrest foi removida do parque em 2017.

O debate sobre a remoção de monumentos confederados gera polêmica há anos nos Estados Unidos, enquanto o país revisita seu complicado passado racial.

A questão é especialmente delicada em Memphis, onde o líder dos direitos civis Martin Luther King Jr. foi assassinado em 4 de abril de 1968.

Forrest, que morreu em 1877, foi uma figura controversa na história do sul dos Estados Unidos. Traficante de escravos e proprietário de uma plantação de algodão, o general confederado e suas tropas foram acusadas de executar centenas de soldados afro-americanos do Exército da União que se renderam na Batalha de Fort Pillow em 1864.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.