De acordo com números oficiais, nesta terça-feira foram registradas 86 mortes por coronavírus em São Petersburgo. O governador, Alexander Beglov, destacou no dia anterior que a cidade com 4,5 milhões de habitantes está "a um passo de um segundo 'lockdown'".

No final da semana passada, a cidade anunciou novas medidas para combater a pandemia, o que incluía o fechamento de bares e restaurantes entre 30 de dezembro e 3 de janeiro de 2021, um período em que a ex-'capital dos czares' é um grande ímã para o turismo.

Mais de 100 bares e restaurantes já anunciaram que não respeitarão esta ordem e explicaram na internet seus motivos.

A "motivação é muito simples: se respeitar a ordem Nº 121 (do governo), já estarão mortos. Se trabalham conforme o habitual, terão a chance mínima de sobreviver", destaca uma declaração.

Segundo esta declaração, cerca de 5.000 bares e restaurantes "morrerrão" e mais de 100.000 pessoas ficariam sem emprego caso acatem a ordem administrativa.

Na Rússia, mais de 44.000 pessoas morreram por covid-19, quase 6.000 delas em São Petersburgo.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.