Um gol de pênalti de Mikel Oyarzabal (63) deu à Real a sua terceira Copa do Rei na primeira final basca da história desta competição centenária, que foi adiada na temporada passada por causa da pandemia de covid-19.

"É um dia muito bonito em que você se lembra de todo mundo, quero dedicar isso a todos os torcedores", disse Oyarzabal após a final em entrevista ao canal de televisão Telecinco.

As restrições devido à pandemia também impediram que as torcidas de ambas as equipes viajassem a Sevilha, por isso um grupo de torcedores se reuniu em San Sebastián e Bilbao.

Nesta última cidade houve breves confrontos com a polícia, quando os agentes tentaram dispersar os grupos de torcedores, que ultrapassavam o número de pessoas permitido pela situação sanitária e as restrições impostas pela pandemia não estavam sendo cumpridas.

Apenas um punhado de convidados oficiais estiveram presentes no estádio sevilhano de La Cartuja.

O Athletic, vencedor da Supercopa da Espanha em janeiro passado, entrou em campo disposto a pressionar a saída de bola da Real Sociedad.

As duas equipes, sabendo o que estava em jogo, se mostraram muito cautelosas no início, até que o gol no segundo tempo mudou o panorama.

No primeiro tempo, a Real Sociedad pouco assustou o goleiro Unai Simón, enquanto o Athletic Bilbao, mais vertical, surpreendeu Álex Remiro, que mandou para escanteio um chute de Íñigo Martínez (32).

Após o intervalo, o jogo manteve o mesmo padrão até que Martínez derrubou Portu na área, e o árbitro marcou pênalti.

O capitão da Real Sociedad, Mikel Oyarzábal, converteu a penalidade e abriu o placar.

Com a desvantagem, o Athletic se lançou ao ataque em busca do empate, mas encontrou uma Real Sociedad recuada e muito sólida na defesa, o que garantiu a vitória e o tão aguardado título.

O técnico do Athletic, Marcelino García Toral, se disse "triste" mas não decepcionado. e deu uma explicação: "acho que não fomos nós e quando você se afasta de sua versão isso pode acontecer".

"Temos que dar os parabéns à Real e analisar com calma o que devemos melhorar porque em quinze dias temos outra chance", acrescentou, se referindo ao dia 17 de abril, quando os torcedores do Athletic terão uma nova oportunidade de comemorar um título da Copa do Rei. Nessa data o time disputa a final correspondente à atual temporada, contra o Barcelona.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.