A monarca de 95 anos se encontrará com o presidente e a primeira-dama, Jill Biden, no Castelo de Windsor, cerca de 50 km a oeste de Londres, onde tem vivido desde o início da pandemia de coronavírus.

Elizabeth II, que recebeu sua segunda dose da vacina anticovid-19 no final de março, tem mantido a maioria de suas reuniões virtualmente, incluindo audiências com embaixadores estrangeiros.

Este será seu compromisso oficial mais importante desde que presidiu a abertura da sessão parlamentar em Londres, em 11 de maio, que foi sua primeira aparição pública desde o funeral de seu marido, o príncipe Philip.

O duque de Edimburgo faleceu em 9 de abril, um mês antes de seu centésimo aniversário.

O encontro da rainha com Biden acontecerá um dia após a celebração oficial do aniversário da monarca, muito restrito este ano devido à pandemia, e após a cúpula de três dias que os chefes de Estado e Governo do G7 realizarão na Cornualha.

Marcará o início da primeira turnê internacional de Biden desde que ele chegou à Casa Branca, em janeiro.

Durante seus 69 anos de reinado, a rainha britânica se reuniu com todos os presidentes americanos, exceto Lyndon B. Johnson (1963-1969).

Donald Trump fez uma visita de Estado polêmica ao Reino Unido em junho de 2019 e foi recebido por Elizabeth II no Palácio de Buckingham.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.