"A atenção está centrada nas investigações de violações do direito internacional humanitário por parte dos combatentes que preconizam uma ideologia nazista e que utilizam métodos terroristas", afirmou o Kremlin em um comunicado em que explicou o teor das declarações de Putin em uma conversa telefônica com o chanceler alemão.

Putin reiterou que sua ofensiva, denunciada pela comunidade internacional, busca proteger a população de língua russa do leste da Ucrânia.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.