"Confio nas vacinas autorizadas na Alemanha", disse Steinmeier, de 65 anos, em um comunicado após ser imunizado no hospital militar de Berlim.

"A vacinação é a etapa decisiva no caminho para sair da pandemia. Aproveitem as oportunidades disponíveis", acrescentou.

As autoridades alemãs tentam reforçar a confiança do público na vacina da AstraZeneca, após várias polêmicas na Europa.

A comissão responsável de vacinas na Alemanha recomendou nesta terça-feira seu uso em maiores de 60 anos, depois de vários casos de coagulação do sangue entre os mais jovens que receberam a vacina.

A chanceler alemã Angela Merkel, de 66 anos, já afirmou que ficaria feliz de se vacinar com a AstraZeneca.

No entanto, o ministro do Interior Horst Seehofer, de 71 anos, declarou ao jornal Bild que não pretendia se vacinar com o imunizante do laboratório sueco-britânico.

Outros países, como França, Espanha e Canadá também estabeleceram limites de idade para administrar a vacina, embora a Organização Mundial da Saúde (OMS) tenha afirmado que a AstraZeneca é segura.

Merkel, em um vídeo publicado nesta quinta-feira, pediu também aos cidadãos da primeira economia europeia, afetada pela variante britânica do vírus, para limitar seus contatos durante o recesso de Páscoa.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.