"Recebemos informações [da inteligência] mostrando uma possível conspiração por uma milícia identificada para invadir o Capitólio na quinta-feira, 4 de março", informou a polícia do Capitólio em um comunicado no Twitter, acrescentando que reforçou a segurança com homens e estruturas físicas para proteger Congresso.

Este alerta ocorre quase dois meses após um ataque mortal por apoiadores do ex-presidente Donald Trump.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.