Em Londres, o barril de Brent do Mar do Norte para entrega em setembro fechou em alta de 2,15%, a 73,79 dólares.

Em Nova York, o barril de WTI para entrega no mesmo prazo fechou em alta de 2,29% a 71,91 dólares.

Para Bill O'Grady, encarregado de pesquisas de mercados da Confluence Investment, a forte queda dos preços na segunda-feira gerou uma onda de compras que ainda impulsiona os investidores nesta quinta.

Segundo alguns analistas, o cru deve sua performance dos últimos dias a indicadores que dão conta de uma demanda sustentada de combustível, tanto de gasolina nos Estados Unidos quanto de combustível para aviação.

Os dados de reservas comerciais nos Estados Unidos mostraram que a demanda de gasolina se estabiliza em uma cota elevada "e é marginalmente inferior ao seu nível pré-crise", destacou em nota Eugen Weinberg, do Commerzbank.

As grandes companhias aéreas, americanas em particular, registraram o retorno do tráfego aéreo e têm previsões animadoras apesar da forte propagação da variante Delta do coronavírus.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.