Oito policiais ficaram feridos na noite de sexta-feira após serem atacados na área de Sandy Row, no sul da capital britânica, com tampas de esgoto, tijolos e dispositivos incendiários, informou a polícia irlandesa em um comunicado.

Sete pessoas foram presas no local, e relatos da mídia sugerem que havia até 200 manifestantes, a maioria jovens.

"Apelo a todos os envolvidos para que parem imediatamente com este comportamento vergonhoso", disse o oficial da polícia da Irlanda do Norte, Simon Walls, em comunicado.

"As comunidades locais não querem voltar ao passado", acrescentou ele, se referindo as três décadas de protestos que ensanguentaram a província britânica. "Elas merecem viver em áreas seguras e pacíficas", acrescentou.

O ministro da Irlanda do Norte, Brandon Lewis, também condenou a violência como "totalmente inaceitável".

"A violência nunca é a resposta. Não tem lugar na sociedade", acrescentou ele no Twitter, "apoiando totalmente" o pedido de calma da polícia.

Os incidentes ocorrem em meio ao crescente descontentamento na Irlanda do Norte com as consequências do Brexit, que foi totalmente implementado desde 1º de janeiro.

Os unionistas, a favor da permanência do Reino Unido na UE, rejeitam o protocolo negociado entre Londres e Bruxelas, que introduz controles sobre as mercadorias que chegam da Grã-Bretanha à Irlanda do Norte.

O protocolo visa evitar o retorno de uma fronteira entre a província britânica e a República da Irlanda (membro da UE), o que poderia prejudicar o acordo de paz alcançado em 1998.

mpa/mab/eg/ao

Twitter

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.