O governo japonês se prepara para impor novas medidas para enfrentar a covid-19 em algumas áreas de Osaka e em outras duas regiões.

Segundo vários jornais japoneses, o governador Hirofumi Yoshimura deseja cancelar a etapa do revezamento da chama olímpica na cidade de Osaka.

"Acreditamos que isso entra na categoria de saídas não essenciais e é preciso evitar aglomerações em Osaka", afirmou, de acordo com o jornal Mainichi.

Ainda segundo os jornais locais, o prefeito da cidade, Ichiro Matsui, também solicitou que o revezamento evite a cidade.

Adiadas por um ano devido à pandemia, as Olimpíadas de Tóquio serão realizadas de 23 de julho a 8 de agosto.

O revezamento da chama olímpica começou em 25 de março em Fukushima (nordeste do Japão). Os organizadores esperam que isso ajude a criar entusiasmo em torno do evento esportivo, duramente atingido pela crise global de saúde.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.