"Em apenas quatro meses, Mianmar passou de uma democracia frágil para uma catástrofe para os direitos humanos", disse Bachelet em um comunicado.

"Os dirigentes militares são responsáveis por esta crise e devem prestar contas", acrescentou.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.