O governo da capital indiana estimou que o "aumento repentino de casos de covid-19" torna necessária a imposição de um toque de recolher de 22h00 às 05h00.

Apenas as pessoas que prestam serviços considerados essenciais ou que precisam ir aos centros de vacinação poderão circular durante o toque de recolher.

Delhi registrou 3.548 novos casos na segunda-feira, o que continua sendo claramente inferior ao pico de quase 9.000 alcançado em novembro.

O governo indiano se recusa por enquanto a impor um confinamento nacional, como ocorreu em março de 2020, para não afetar a economia.

Mas o estado mais rico do país, Maharashtra, que inclui Mumbai, decidiu no domingo adiantar das 20h00 para as 19h00 o toque de recolher em vigor, aplicar um confinamento nos finais de semana e juntar os escritórios privados ao fechamento de centros de lazer e esportes.

O coronavírus infectou 12,7 milhões de pessoas na Índia e deixa 165.000 mortes.

Nesta terça, o ministério da Saúde anunciou que já administrou 83 milhões de doses de vacinas como parte de uma ambiciosa campanha para imunizar 300 milhões de pessoas antes de julho.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.