Jogando em casa e com Cristiano Ronaldo em campo, o United viu brilhar o egípcio Salah, que fez três gols para o time visitante, com Keita e Diogo Jota completando o placar elástico.

O clássico começou em ritmo alucinante. Logo aos 5 minutos, após Bruno Fernandes desperdiçar uma ótima oportunidade para os anfitriões ao chutar a bola sobre o gol de Alisson, veio a resposta da equipe de Liverpool. Firmino tocou para Salah, que deu passe açucarado para o volante Keita invadir a área e tocar na saída de De Gea (minuto 5) e abrir o placar na cidade de Manchester.

E o segundo não demorou para chegar. Novamente com a participação de Keita, que aproveitou falha da defesa do United para tocar para Alexander-Arnold. O lateral cruzou e o atacante português Diogo Jota empurrou de carrinho para ampliar (13),

Na reta final do primeiro tempo, Salah fez mais dois para o Liverpool. Depois de jogada iniciada por Firmino, a bola chegou a Keita para cruzar de primeira e o atacante egípcio apareceu para empurrar para o fundo das redes (38).

Nos acréscimos antes do intervalo, Robertson tocou para Diogo Jota entrar com velocidade na área adversária e passar para Salah, que dominou e finalizou rasteiro, batendo De Gea (45+5).

E como na etapa anterior, mal a bola começou a rolar para sair mais um gol dos Reds. Henderson lançou para Salah, que entrou na área dos donos da casa e fez o terceiro no jogo (50).

Um minuto depois, Manchester United teve um gol de Cristiano Ronaldo anulado com o auxílio do VAR, que indicou posição de impedimento do português no lance. E para encerrar o domingo para esquecer dos donos da casa, Pogba ainda foi expulso.

Com este resultado, o Liverpool voltou à segunda posição, com 21 pontos, um a menos que o líder Chelsea, enquanto o Manchester United segue em 7º com 14 unidades e há quatro jogos sem vencer pelo Inglês.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.