"Não há nenhum lugar, nenhuma cidade da região de Donetsk que seja seguro" e é "muito perigoso para os habitantes permanecer" ali, declarou Kyrylenko, em um momento em que a ofensiva russa se intensifica nas cidades gêmeas de Lysychansk e Severodonetsk.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.