A campeã olímpica em Pequim-2008 nessa distância venceu facilmente a final da competição em Riccione, com o tempo de um minuto, 56 segundos e 69 centésimos, o que lhe permitiu se classificar para os Jogos (a marca mínima estava fixada em 1 minuto, 56 segundos e 90 centésimos).

'Fede', que detém o recorde mundial nessa distância (desde 2009, com 1:52.98), não conseguiu conter as lágrimas de emoção ao sair da piscina.

"Não foram meses fáceis. Agora respiro melhor", disse Pellegrini à rede de televisão RAI. Em outubro, ela foi infectado pelo coronavírus.

A seis vezes campeã mundial em piscina longa de 200 e 400 metros, que fará 33 anos em agosto, pode se tornar a primeira nadadora a disputar cinco finais olímpicas na mesma distância (200 metros) nos Jogos de Tóquio (23 de julho a 8 de agosto), após ter participado em 2004 (medalha de prata), 2008 (ouro), 2012 (5ª colocada) e 2016 (4ª).

Após os Jogos de Tóquio, Pellegrini provavelmente encerrará sua carreira de nadadora.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.