Eles se juntam a Leos Carax ("Annette", filme de abertura), ao americano Wes Anderson ("The French Dispatch") e ao holandês Paul Verhoeven ("Benedetta"), cujos nomes já haviam sido revelados.

Entre os 24 filmes que disputarão a Palma de Ouro de 6 a 17 de julho, quatro são assinados por mulheres.

Entre os filmes fora de competição, "De son vivant" de Emmanuelle Bercot com Catherine Deneuve, Cécile de France e Benoit Magimel. As filmagens foram interrompidas após a internação de Catherine Deneuve.

Outro filme muito aguardado é "Stillwater", um thriller de Tom Mc Carthy rodado em Marselha com Matt Damon e Camille Cottin.

Este ano, o festival terá uma nova seção intitulada "Cannes Premières". Esta seleção abrirá espaço para cineastas "confirmados" que já tenham sido selecionados para a competição.

Outra novidade: a criação de uma seção temporária dedicada às questões ambientais. O Festival anunciou em meados de abril uma série de medidas destinadas a reduzir sua pegada ambiental, bem como uma contribuição paga pelos jornalistas credenciados.

No total, a Seleção Oficial contemplará 61 filmes. A composição do júri, presidido pelo americano Spike Lee, ainda não foi revelada.

Logisticamente, o delegado geral do Festival, Thierry Frémaux, apelou à "prevenção" e "cautela", argumentando que a epidemia da covid-19 ainda não foi "derrotada".

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.