"A Missão não detectou graves irregularidades", diz o informe preliminar do grupo encabeçado pelo ex-chanceler paraguaio Rubén Ramírez, que apoia o trabalho dos órgãos eleitorais peruanos, questionados por Fujimori ao denunciar "indícios de fraude" e pedir a anulação de cerca de 200.000 votos.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.