A tecnologia, baseada no modelo de negócios HoloLens, tornarão os soldados mais eficazes e mais bem protegidos, de acordo com o especialista técnico da Microsoft Alex Kipman.

O Departamento de Defesa disse que o acordo de produção é de cinco anos com opção de renovação, o que pode fazer o contrato valer mais de US$ 21,88 bilhões em 10 anos, informou um funcionário do Pentágono em um comunicado.

O contrato prevê o fornecimento de "capacidade de visão noturna e percepção de contexto de próxima geração", disse o Pentágono.

"O programa fornece percepção de contexto aprimorada, permite o compartilhamento de informações e facilita a tomada de decisões em uma variedade de configurações", escreveu Kipman em um blog.

No final do ano passado, o Pentágono disse que manteve sua decisão de conceder um contrato de US$ 10 bilhões para serviços de computação em nuvem para a Microsoft, apesar das alegações da Amazon de que a decisão foi tomada sob a influência inadequada do então presidente Donald Trump.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.