O jovem de 21 anos terminou a última prova da temporada na 18ª posição, o suficiente para se sagrar campeão com 14 pontos de vantagem sobre o seu adversário mais próximo, o britânico Callum Ilott, que terminou em 10º no circuito de Sakhir.

"Estou um pouco arrebatado no momento, vou demorar alguns dias... Estou muito feliz e grato", disse o jovem piloto assim que saiu do carro. "Independentemente do resultado desta corrida, somos campeões e é disso que as pessoas vão se lembrar".

'Schumi Jr' encerra de forma brilhante uma semana importante em sua carreira: sua promoção à Fórmula 1 em 2021, esperada por semanas, com um contrato "plurianual" com a Haas (equipe motorizada pela Ferrari, em cuja rede de jovens pilotos está o alemão), tornou-se oficial na quarta-feira.

Para se preparar, o filho de Schumacher vai participar com a equipe americana nos primeiros treinos livres do Grande Prêmio de Abu Dhabi na sexta-feira e nos testes de final de temporada no mesmo circuito de Yas Marina, no dia 15 de dezembro.

Nascido em 22 de março de 1999, Mick corre hoje em dia com seu primeiro sobrenome, mas se inscreveu no kart em 2008 com o da sua mãe, Betsch, e depois usou Mick Junior.

O alemão fez sua estreia em um carro em 2015 no campeonato alemão de F4, antes de passar para a F3 europeia em 2017 e ganhar o título em 2018.

O jovem piloto entrou na Ferrari Driver Academy (seguindo os passos de seu pai, que alcançou a glória na escuderia italiana no início dos anos 2000) ao mesmo tempo que na F2, em 2019.

Michael Schumacher, sete vezes campeão mundial de F1 (1994-1995 e de 2000 a 2004), disputou seu último GP em 2012 com a Mercedes. Em dezembro de 2013 ele sofreu um acidente de esqui e quase tudo sobre seu estado de saúde permanece desconhecido.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.