As autoridades locais tomaram essa decisão na segunda-feira, depois que dois tiroteios deixaram cinco feridos nessa cidade do sudeste dos Estados Unidos nos últimos dias.

"Não podemos mais suportar", disse o prefeito Dan Gelber ao anunciar a medida. "Não pedimos a 'Spring Break'. Não a promovemos. Não a fomentamos. Simplesmente a suportamos e, francamente, não é algo que queremos suportar", destacou.

Este toque de recolher, que abrange a área mais movimentada de Miami Beach, incluindo a famosa orla de Ocean Drive, vai durar entre meia-noite e 06h00 (horário local), de quarta-feira até o domingo pela manhã.

A Prefeitura se reunirá nesta terça-feira (22) para discutir outras possíveis medidas de emergência e já anunciou que planeja renovar o toque de recolher na próxima semana.

Em 2021, Miami Beach impôs a mesma medida e proibiu a venda de álcool nos bares depois das 02h00, após incidentes em que a polícia prendeu mais de 1.000 pessoas por brigas de rua e distúrbios.

Para evitar que o mesmo acontecesse este ano, a polícia aumentou o número de efetivos mobilizados nas áreas mais visitadas da cidade, que se concentram em seu bairro mais meridional, South Beach.

Desde o início da "Spring Break", os policiais apreenderam 37 armas de fogo em três dias, informou na segunda-feira o chefe da polícia local, Richard Clements.

Todos os anos, na primavera, uma multidão de jovens, principalmente estudantes, visita a Flórida por alguns dias de diversão contínua e descontrolada.

Essas festas, com um alto consumo de álcool, fazem parte do imaginário coletivo de gerações de estudantes. No entanto, nos últimos anos, a população local parece cada vez mais incomodada com a situação, apesar da contribuição que representa para a economia.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.