"Dados privados de clientes na Coreia do Sul e Taiwan foram expostos", explicou o grupo na sexta-feira em um comunicado transmitido à AFP, no qual assegurou que sua atividade não foi afetada.

O McDonald's não especificou quando ocorreu a invasão em seus sistemas, mas afirma que a descoberta foi recentemente.

"Nenhum dos dados de pagamentos dos cliente fazia parte desses arquivos", disse a empresa, que afirmou ter contornado rapidamente a falha de segurança.

Várias empresas foram vítimas de ataques cibernéticos nas últimas semanas, incluindo a gigante brasileira de alimentos JBS no início de junho. A empresa pagou um resgate de 11 milhões de dólares em bitcoins para desbloquear seus sistemas.

Anteriormente, a operadora de óleodutos Colonial Pipeline foi outra vítima de um ataque cibernético que paralisou suas operações. Ela também pagou um resgate de 4,4 milhões de dólares, dos quais as autoridades norte-americanas indicaram que haviam recuperado 2,3 milhões.

alb/jum/oaa/mr/ll/gf

MCDONALD'S

JBS SA

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.