Vargas Llosa também é membro da Real Academia Espanhola desde 1994.

Aos 85 anos, sua entrada no templo das letras francesas é ainda mais excepcional, já que desde 2010, as regras são que os candidatos devem ter menos de 75 anos.

Na história da Academia Francesa houveram escritores bilíngues, como o argentino Héctor Bianciotti (1930-2012), que publicou parte de sua obra em espanhol. Mas Vargas Llosa é o primeiro a entrar sem ter escrito diretamente em francês.

Vargas Llosa foi eleito com 18 votos a favor. Ele assume a cadeira deixada vaga por Michel Serres, acadêmico falecido em 2019.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.