Membros da Frente de Todos (FdT) do Parlamento da Cidade de Buenos Aires propõem dar o nome do lendário jogador da seleção argentina, falecido em 25 de novembro aos 60 anos, a um trecho da rua que leva ao estádio do Argentinos Juniors, também batizado de Diego Armando Maradona desde 2004.

Foi nesse clube que o eterno camisa '10' fez sua estreia na primeira divisão aos 15 anos e jogou por 5 temporadas antes de se transferir para o Boca Juniors.

O projeto propõe ainda a criação de um circuito turístico, desportivo e cultural ao longo de 30 quarteirões ao ar livre em "uma homenagem permanente no lugar que viu Maradona nascer como jogador", para torná-lo uma "referência mundial", segundo a notícia.

"Nada vai igualar toda a alegria e felicidade que Maradona deu aos argentinos, mas entendemos que esse circuito cultural e esportivo que seria criado seria extremamente importante para continuarmos tendo isso em mente agora e sempre", declarou o legislador Claudio Morresi, promotor do iniciativa.

Morresi, ex-secretário de Esportes durante os governos de Néstor e Cristina Kirchner (2003-2015), explicou que seu bloco, oposição na cidade, acatou um pedido do Argentinos Juniors e espera agora que a situação dê sequência ao projeto.

A prefeitura de Buenos Aires está nas mãos da aliança liberal de direita Cambiemos, que tem maioria no parlamento comunal e se opõe ao governo nacional dos peronistas de centro-esquerda.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.